Saiba qual foi à inspiração para o primeiro livro de Alexandre Henderson

 

Texto: Oswaldo Faustino | Foto: Rafael Cusato | Adaptação Sara Loup

Alexandre Henderson lança seu primeiro livro | Foto: Rafael Cusato

Alexandre Henderson lança seu primeiro livro | Foto: Rafael Cusato

Todo povo tem histórias a se contar. E não são necessariamente fatos do passado. Podem ser também contemporâneos. O importante é que sirvam de referência e, se possível, sejam transformadores da vida de quem os lê. É com esse pensamento que o ator, jornalista e apresentador do programa Globo Ciência, Alexandre Henderson escreveu seu livro de estreia, O Menino a Goiabeira e a Porta-estandarte, lançamento da Editora Uirapuru.

A história narrada se passa numa comunidade carioca e tem como protagonistas um casal de adolescentes que se espelha nos fatos vividos pelos seus antepassados que sempre moraram ali, trabalharam e desenvolveram a cultura local, através de uma escola de samba. Tudo isso muito antes do período de violência que tomou conta da região. A goiabeira é uma espécie de baobá, árvore sagrada africana, guardiã do povo, que faz a ligação entre o presente e o passado.

Henderson foi convidado a escrever pela direção da Uirapuru, que também lançou A Velha Sentada, de Lázaro Ramos. “Me apresentaram vários temas e eu escolhi as comunidades que estão passando por processo de ‘pacificação’, para mostrar que os moradores que, outrora viviam entre balas, caveirões e corpos estendidos nos becos, poderão viver momentos de paz e esperança”, diz Alexandre.

 

Quer ver esta e outras matérias da revista? Compre esta edição número 168

Comentários

Comentários