Belém do Pará completa 405 anos

Redaçãojaneiro 12, 20214 min
https://revistaraca.com.br/wp-content/uploads/2021/01/site1-2.jpg

Quem nunca cantou “ex-my love” com Gaby Amarantos ou já provou o gosto característico do açaí? Recomendamos as duas experiências. Ambas são frutos de Belém do Pará, a região que é conhecida nacionalmente pelo estilo de música originário e culinária diversificada, completa hoje 405 anos. Mas além do tecno brega e do açaí o local, assim como todo o território brasileiro, também carrega em sua História luta de negros e negras por séculos. A Revolta do Cabanos nas regiões amazônicas, por exemplo, forçou criações de grupos quilombolas e indígenas nos interiores do Estado.

Gerações depois, o estado do Pará continua rico em cultura, luta e diversidade.E dentre as personalidades atuais, trouxemos 4 para homenagear a capital aniversariante.

Lília Melo – @liliamelotf
Ela é professora, idealizadora do projeto Cine Clube da Terra Firme e educadora social. Conhecida na comunidade por seu trabalho na Educação, além das conquistas, como o prêmio nacional “Professores do Brasil” após criar o projeto “Juventude Negra Periférica – Do Extermínio ao Protagonismo”, em 2018 e a recente indicação ao Global Teacher Prize.

Shaira Mana Josy
A lista é grande: poetisa, rapper, pedagoga, uma das precursoras do Hip-Hop paraense, idealizadora do projeto Slam Dandaras do Norte. Shaira Mana Josy traz em seus canais uma poesia composta de força e luta, representando mulheres, a periferia e o povo negro. “Se quer nos conhecer, venha aqui no Norte ouvir mais”.

Anastácia Marshelly
Uma expressividade digna de apreciação. O talento é nítido onde quer que Anastácia Marshelly se disponha a emprestar seus movimentos e protestos. Bailarina, modelo, atriz e performer, também é ativista do movimento negro e LGBTQI+.

Gabriel Conrado
Gabriel é o criador do canal ‘Égua Preto’ no Youtube que aborda a realidade e a resistência negra no cenário brasileiro. Ele é fisioterapeuta e ativista digital, mas além de temáticas em suas áreas, aborda conteúdos como entretenimento, negritude, história e cultura.

Comentários

Comentários

Redação

https://revistaraca.com.br/wp-content/uploads/2017/08/logo-scaled.jpg

Há 24 anos no mercado, a pioneira e mais antiga publicação negra do Brasil.

Comentários

Comentários