Veja como o Mestre Ousado apresenta a capoeira para as crianças

 

Texto: Eli Antonelli | Foto: Divulgação

Capoeira para crianças | Foto: Divulgação

Capoeira para crianças | Foto: Divulgação

Mestre de capoeira Ousado explica que são inúmeras formas de se trabalhar a capoeira com crianças. Uma, é contando a história dos quilombos. As crianças ficam em roda, e ele coloca uma no meio, a missão é defender o quilombo. “Contamos a história do Brasil por meio da arte, as crianças ouvem, elaboramos as músicas e, por fim, montamos uma peça”, explica Ousado.

O educador destaca que nenhuma criança pede para ser o “feitor” ou o “capataz”. “Todos querem ser os guerreiros de Zumbi, rei do Quilombo de Palmares. É a história do Brasil contada a partir do olhar do escravo”, acrescenta. Ele criou várias brincadeiras diferenciadas a partir do ensino da capoeira, entre elas, Memória na Capoeira, Compreensão Rítmica, Fut Capoeira, Fuja, o Capataz Chegou, Ginga da Cadeira.

Além de um sistema de cordas específico. Normalmente se trabalha com 7cordas, o Mestre criou 16, todas relacionadas a momentos históricos do Brasil. Dessa forma, incentiva as crianças na prática da capoeira e intensifica o conhecimento histórico, implícito no sistema de cordas. O processo difere da escola padrão, uma vez que a criança não é obrigada a realizar determinada ação. Ela participa das atividades, mas há liberdade de escolha. No caso da capoeira, ela não precisa necessariamente jogar, pode construir o berimbau, pintar, colaborar de outra forma. Isso incentiva e acaba integrando a criança.

O Mestre conta que o processo educativo se realiza de forma diferente.“Havia um garoto muito bravo, ele não permitia que o tocasse, era bastante agressivo. E todos os dias, quando ele chegava, eu ia lá e o abraçava. Até que um dia, ele finalmente correspondeu ao abraço. É um processo muito lento, mas gratificante.”

 

Quer ver esta e outras matérias da revista? Compre esta edição número 161

Comentários

Comentários