A exposição Beleza Afro-Brasileira traz uma nova imagem para a personagem bíblica Eva

 

Texto: Redação | Foto: Divulgação | Adaptação web Sara Loup

Exposição Beleza Afro-Brasileira - Eva Negra | Foto: Shutterstock

Exposição Beleza Afro-Brasileira - Eva Negra | Foto: Shutterstock

Escola de Arte e Design, em São Paulo, a exposição Beleza Afro-Brasileira, do fotógrafo italiano Giancarlo Mecarelli, traz 30 obras de mulheres afrodescendentes nuas, mulheres reais, pessoas que compõem a paisagem humana brasileira. Um dos destaques da mostra é a versão negra de Eva, retratada por Giancarlo, envolta por uma cobra.

É uma ideia antiga do artista para destoar da figura europeia da famosa personagem  bíblica. “Quem disse que a Eva era branca?”, questiona. No disputado coquetel de abertura, quem também chamou a atenção foi a artista plástica Renata Felinto, que posou para as lentes de Giancarlo encarnando a polêmica versão de Eva, o ator Sidney Santiago e a bela Tula Pila Ferreira, que exibia orgulhosa sua imagem retratada pelo italiano que, além de mostrar a beleza da mulher negra de forma simples, faz uma homenagem a Jorge Amado. Cada foto da exposição é acompanhada por um trecho da obra do escritor. O objetivo é mostrar a proximidade entre o universo feminino existente nas criações de Jorge e a beleza das mulheres negras.

 

Quer ver esta e outras colunas e matérias da revista? Compre esta edição número 170

Comentários

Comentários