Conheça o desfile de santos católicos e entidades africanas

 

Texto: Redação | Foto: Divulgação 

Santos católicos e entidades africanas | Foto: Divulgação

Santos católicos e entidades africanas | Foto: Divulgação

Tradicionalmente, o des­file da Nossa Senhora do Rosário reúne elementos das tradições tribais de Angola e do Congo. No passado, ­ conhecido como sincretismo religioso porque identi­ficava aos santos do catolicismo as entidades dos cultos africanos. Os congos formam dois grupos: do Rei Congo e do embaixador da Rainha Ginga, o qual, por meio de diálogos, realiza as embaixadas.

Figuram príncipes, ministros, o general da rainha e ­ figurantes com adornos multicoloridos que dançam e reproduzem o choque das armas, conhecido como dança das espadas. As melodias são executadas por viola, cavaquinho, violão, reco-reco, pandeiro, bumbos, triângulo e sanfona.

O ponto alto da celebração é a coroação dos reis de Congo, feita em louvor a Nossa Senhora do Rosário, São Benedito e Santa I­figênia. Em Major Ezequiel não foi diferente, aconteceu a transferência de reinado do casal Ester Sanches-Naek e o empresário Rashid Hamid Naekpara Gilberto da Conceição Bicalho (Vieiras) e Geralda Venâncio Cota. Cerca de 40 grupos de congados de diversas cidades da região participaram da festa, tornando a edição uma das maiores da história da cidade.

 

Quer ver esta e outras matérias da revista? Compre esta edição número 191

Comentários

Comentários