UM FELIZ ANO NOVO!

Em setembro de 1996 surge a revista RAÇA. Ao longo desses quase 25 anos nosso maior desafio foi superar a missão de ser o maior e mais representativo veículo de comunicação negro da América Latina. Foram muitos os desafios neste período, das coisas mais simples, como ter que provar ao mercado, diuturnamente, que não éramos racistas e que só queríamos ser um veículo, a voz negra na comunicação nacional, espaço monopolizado pelo poder e privilégio branco em um país de maioria negra.

Passamos por vários estágios, foram inúmeros redatores, editores, fotógrafos e diretores. Tenho prazer de ser o profissional que mais tempo permaneceu na direção da RAÇA Brasil. Como tal vi equipes se formarem e também partirem, por eles fomos inspirados e inspiramos novos espaços de comunicação. Amadurecemos nesta fantástica labuta de produzir a única publicação brasileira de distribuição nacional negra.

Os últimos desafios foram os piores que pudemos enfrentar. Assistimos, quase semanalmente, uma revista fechar e tivemos que nos fortalecer na fé e força dos nossos ancestrais para continuarmos de pé. Sobrevivemos e nos reinventamos, em tempos de pandemia, tanta dor e morte, o racismo não nos deu trégua, contando, inclusive com o apoio de instituições estatais criadas para fortalecer a sanha de uma estrutura discriminatória. Ainda assim, surpreendentemente, 2020 foi o ano de maior crescimento da RAÇA nesses 25 anos. Esse crescimento nos trouxe outro desafio, o de continuar crescendo porque ser grande é o nosso destino.

Quero agradecer aos que passaram e fizeram da RAÇA o que somos, e dar boas-vindas para o novo time que tem a responsabilidade de carregar e elevar este bastão, com a incumbência de dar continuidade ao sucesso desta jovem senhora chamada RAÇA Brasil, prestes a comemorar 25 anos. Sejam bem-vindos e bem-vindas: Ana Paula Fernandes, nossa nova editora de moda; a jornalista Gislaine dos Santos, produtora de conteúdos digitais; Isabelle Silva, responsável pelo atendimento e receptivo; Evandro Calisto, novo integrante do conselho e Hamalli Alcântara, que nasceu exatamente no ano em que surgia a RAÇA Brasil e que passa agora a chefiar interinamente esta equipe.

Esse ano inicia também com um marco para nós.

100.000 seguidores no Instagram. 100.000 almas de Raça. Alcançando uma marca histórica, sem impulsionamento, robôs ou táticas midiáticas, somos organicamente 100.000 seguidores. Queremos agradecer a todos aqueles que nos acompanham nas redes, criticando, opinando, elogiando, apoiando e dignificando nosso trabalho.

Uma RAÇA mais diversa, mais jovem e mais plural, antenada e certa do papel de continuar fazendo crescer o maior veículo de comunicação negro da América Latina, único presente no impresso, no digital e na TV.

Esse jovem time estará, como sempre, ancorado pelos nossos colunistas: Dra. Katlen Conceição, Théo var der Loo, Zulu Araújo, Dr. Hédio Silva Jr, Carlos Machado, Rachel Maia, Rachel Quintiliano, Eduardo Alves, Flavio Andrade, Marcio Barbosa, Fernanda Pestana, Sandro Aloísio, dentre outros que sazonalmente nos ofertam diretrizes e saberes.

Essas são as primeiras mudanças para 2021, e muito mais está por vir, na indubitável certeza que, a cada ano, pela energia ancestral, garra e vontade, tornarmo-nos mais fortes e poderosos.

Comentários

Comentários

About Author /

jornalista CEO e presidente do Conselho editorial da revista RAÇA Brasil, analista das áreas de Diversidade e inclusão do jornal da CNN e colunista da revista IstoÉ Dinheiro

Start typing and press Enter to search